24mar
2015
0

450 anos de poesia em São Paulo e no Belém – Modernismo – 08

Modernismo faz reflexões com o “fazer poético”.

A Pureza da Mocidade

Enquanto seus pais trabalhavam,

As moças namoravam

Recatadas e encantadas

Com a vida que levavam.

Antes do pôr do sol,

Muitas iam passear na praça

Para conversar e fofocar.

Enfeitadas com chapéus e sombrinhas,

Para o rosto não queimar.

Na igreja, estavam todos os dias

Para a missa assistir

E bons sermões ouvir.

No Belém, em suas humildes casas,

Bordavam lindas flores,

Sentadas na sacada

Apreciando o movimento.

Eternas férias…

Alegria contagiante da juventude.

No Belém ou em Guaratinguetá

Transpirava – se o ar puro da doce mocidade!

Sem Comentários

Responder

Click to access the login or register cheese