20jan
2019
0

Descubra os lácteos usados no livro – A Assembleia dos Ratos

Os lacticínios ou laticínios, também denominados produtos lácteos, são o grupo de alimentos que inclui o leite, assim como os seus derivados processados.

Leite – É uma secreção nutritiva de cor esbranquiçada e opaca produzida pelas glândulas mamárias das fêmeas dos mamíferos. 

Queijo – É um alimento que pode ser fabricado com leite de ovelha, vaca, cabra, ou ser composto por uma mistura de vários leites. Por isso, a sua consistência e paladar variam conforme a região onde é produzido.

Requeijão – Certo queijo de preparação caseira ou industrial, feito com o creme coagulado pela ação do calor. É um subproduto do leite, que era descartado nas regiões produtoras de nata para a fabricação de manteiga. 

Ricota – queijo que se prepara tirando-se o soro do leite fervido e coalhado.

Queijo branco ou queijo fresco – É fabricado à base de leite de vaca, ovelha ou cabra, ideal para entradas e muito utilizado em dietas alimentares. De textura suave, deve ser consumido pouco tempo após a fabricação: a frescura deste alimento é essencial já que está sujeito a contaminação.

Mozarela – do italiano mozzarella, queijo magro. Sua receita tradicional indica o uso exclusivo de leite de búfala, produzindo o queijo em formato de bolotas conservadas em soro, brancas e bem macias.

Polenguinho – Queijo quadradinho bem cremoso com vários sabores.

Queijo baby – O queijo tem uma casca de parafina vermelha que torna a hora do lanche uma diversão quando se tira a casca e descobre um queijo cremoso rico em proteínas e cálcio.

Queijo cabacinha ou poronguinho – É um tipo de queijo caseiro mineiro muito encontrado à venda nas beiras de estradas mineiras e no interior do Brasil.

Esse queijo é feito da mesma forma/receita que se faz a mozarela… só que depois de se fazer a mozarela, a gente separa as porções do tamanho que se quer a cabaça, enrola (no formato de uma cabaça), amarra-se um barbante no pescocinho e pendura para secar e esfriar… 

Queijo do reino – Possui formato esférico, com peso, variando entre 1,5 a 2,0 kg. Sua crosta é lisa, fina, colorida com vermelho-lilás ou revestida de parafina, …

Queijos  holandeses  coloridos  –  São  queijos  feitos  com  ervas,  tomates  secos,  pestos, manjericão, azul lavanda…

Tipos de queijos 

Queijos Franceses

Camembert – Queijo de pasta mole, produzido com leite de vaca. Apresenta-se com uma fina crosta de bolor penicillium branco a qual se torna impregnada de pigmentos vermelhos, castanhos e amarelos à medida que matura.

O queijo jovem, com cerca de um mês de produção, é de sabor suave, ligeiramente acidulado, e de textura interna firme. Entretanto, depois de 45 dias de sua fabricação, o camembert alcança sua maturação ideal, de modo que seu sabor se acentua e sua textura fica fina e fundante.

Saint Paulin – Apresenta massa amarela, macia, untuosa e fechada, de paladar suave e nenhuma acidez. Sua crosta fina e de cor amarela intensa é formada pelo tratamento com água, salmoura e urucum, podendo receber um acabamento de resina plástica ou parafina.

Brie – de cor menos acentuada, a massa do queijo Brie e muitíssima macia e de paladar muito forte.

Roquefort – Obtido por meio do leite de ovelha, é um queijo de sabor e cheiro forte, cor branca, esfarelento e ligeiramente úmido em cuja massa são visíveis os veios azulados causados pela presença do fungo Penicilium roqueforti. Não possui casca firme.

Queijos Ingleses

Cheddar – Queijo de cor bem amarela e de alto teor de gordura, é apreciado no Brasil sob a forma fundida. Entretanto, sua forma tradicional consiste em uma casca dura, de cor marrom acinzentada.

Queijo Cottage – Apresenta-se com uma textura granulada, cujos grãos são envoltos por soro de leite. Não sofre processo de maturação e, portanto, seu sabor é muito suave.

Queijos Holandeses

Edam – A sua forma tradicional de comercialização é a esférica, apresentando interior amarelo e camada externa vermelha ou amarela.

Gouda – É fabricado geralmente sob a forma cilíndrica. Apresenta massa semicozida, semidura, de sabor suave e crosta amarela. Sua matéria-prima é o leite de vaca, o qual é esquentado até que a coalhada separar do soro.

Reino – Queijo de massa semidura, de casca colorida, lisa e fina, massa amarelada, consistência firme e seca e sabor picante.

Queijos Suíços

Emmental – Produto de massa amarela, dura e com grandes furos característicos. Possui sabor pronunciado, mas pouco forte. Popularmente conhecido como queijo suíço.

Gruyère – Obtido por meio do leite de vaca, é um queijo amarelo, duro, salgado e picante. Quando completamente maturado, apresenta pequenos buracos.

Queijos Italianos

Gorgonzola – É um queijo de fungo azul, como o Roquefort, fabricado a partir do leite de vaca. Sua massa pode ser firme ou amanteigado, esfarelenta e bem salgado.

Mozarela – É o queijo mais popular no nosso país e no restante do mundo, o qual apresenta cor amarela, consistência elástica e de fácil derretimento. No dicionário não existe a palavra mussarela.

Mozzarela de Búfala – Mozarela feita com leite de búfala.

Parmesão – Queijo amarelo, seco, duro, salgado e que precisa de alguns meses para sua maturação, sendo que o processo tradicional é de seis meses.

Provolone – Possui casta fina e lisa de cor amarelo-castanha devido à defumação. Sua consistência é semidura, cor interna amarela, e sabor levemente pronunciado.

Ricota – Sua fabricação é baseada na precipitação das proteínas do soro por meio de calor associado à acidificação. É um produto comercializado fresco, condimentado ou até defumado, sendo prensado antes de ir ao defumador. Apresenta alta umidade e baixo valor calórico.

Queijo Alemão

Tilsit – De textura aberta, esse queijo possui massa amarela com pequenos buracos, sabor é suave com traços de erva-doce, a qual é adicionada a sua massa. É geralmente fabricado sob formato cilíndrico. 

Queijos brasileiros

Meia-cura – Queijo de origem mineira, é uma variação do queijo minas frescal que passa por um tempo de maturação de aproximadamente um mês, obtendo uma consistência seca e firme.

Minas Frescal – Outro queijo mineiro, o qual possui sabor suave, cor branca e baixo valor calórico. Não sofre processo de maturação.

Prato – Queijo macio de massa prensada, aspecto amanteigado, textura firme, cor amarela e sabor suave. É produzido a partir do leite de vaca pasteurizado e é maturado por, no mínimo, dois meses.

Requeijão – Sua versão cremosa é tradicionalmente comercializada em copo e produzida a partir de leite desnatado acrescido de creme de leite fresco. 

Requeijão de corte – Apresenta consistência firme, de modo que pode ser servido em fatias. Sua diferença para o requeijão anterior é que utiliza leite integral e não leva creme de leite.

Queijo coalho – Queijo nordestino cuja produção consiste em adicionar coalho e coagulantes ao leite. Não derrete facilmente, o que permite ser assado em churrasqueiras ou grelhados.

Descubra os queijos que estão no cenário do livro.

Sem Comentários

Responder