16abr
2010
0

Branca de Neve: diferentes versões

IMG_1913-branca-de-neve-com-capinhaO conto dos irmãos Grimm, Branca de Neve, provavelmente tem origem em fatos reais. Na Espanha, no século XVI, o futuro rei Felipe II iria se casar com a linda alemã Margarete von Waldeck, que vivia em Waldeck, região em que as crianças trabalhavam nas minas e eram chamadas de anões. O futuro rei não chegou a se casar, pois a bela Margarete morreu envenenada. Não foi a madrasta. Não se sabe quem a envenenou. Sabe-se que o governo espanhol não queria que o rei se casasse com uma alemã.

No conto Branca de Neve, ela provocava a ira da madrasta por sua beleza. A rainha ordenou que o caçador matasse a menina e trouxesse como prova os pulmões e o fígado para serem servidos no jantar e não o coração como no filme do Walt Disney.

Na floresta, Branca de Neve encontrou a casa dos anões, resolveu ficar. Em retribuição, ela lavava, cozinhava, passava…

Quando a madrasta descobriu que ela estava viva, ela vai à casa dos anões como ambulante, em três tentativas: a primeira, ofereceu um corpete para sufocá-la; na segunda, um pente envenenado; na terceira vez, vai disfarçada de camponesa e ofereceu uma maçã.

Branca de Neve desfaleceu depois da primeira mordida. Os anões chegaram tarde. Ela estava tão linda que eles não tiveram coragem de enterrá-la. Fizeram um caixão de vidro e ficaram velando a princesa.

Certo dia, um príncipe que passava lá, viu a princesa no caixão e quis levá-la para o seu palácio. Os lacaios do rei tropeçaram com o caixão e o pedaço da maçã saltou da garganta de Branca de Neve. Ela voltou à vida, sem o beijo do príncipe.

Eles se casaram e convidaram a madrasta má. Ela foi ao casamento e eles obrigaram-na a calçar pantufas de ferro sobre os carvões acesos e a madrasta dançou com os sapatos até cair morta no chão.

Existem algumas semelhanças com o filme do Walt Disney que é a versão mais conhecida, mais infantil e mais romântica.

Bibliografia

  • GRIMM, Jacob &. GRIMM, Wilhelm. Branca de Neve e outros contos de Grimm – seleção e tradução de Ana Maria Machado; ilustrações de Ricardo Leite. – Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986.
  • Contos de fadas: de Perrault, Grimm, Andersen & outros / apresentação Ana Maria Machado; tradução Maria Luiza X.de A. Borges. – Rio de Janeiro: Zahar, 2010.
  • BELINKY, Tatiana. Branca de Neve in Os Contos de Grimm / tradução do alemão – ilustrações de Veruschka Guerra. São Paulo: Editora Paulus, 2013.
  • PERRAULT, Charles. Branca de Neve, in Histórias ou contos de outrora – ilustrações Gustav Doré; introdução, tradução, notas e outras histórias ou contos Renata Maria Parreira Cordeiro. – São Paulo: Landy Editora, 2004.

Sem Comentários

Responder

Click to access the login or register cheese