31out
2020
0

Lenda do Saci

Nas florestas do sul e sudeste do Brasil, vive escondido nos brotos de bambu durante sete anos, um menino pequenino, negrinho e muito brincalhão. Dizem que depois que sai do bambuzal, ele vive setenta e sete anos para atentar a vida dos humanos e animais. Depois morrem e viram cogumelo.  Está sempre com uma carapuça ou um gorro encantado vermelho, que lhe dá poderes mágicos. Fica sempre com um cachimbo na boca, quando não está gargalhando alegre e agudamente. Fica assobiando estridentemente aos ouvidos dos viajantes. Emite tais sons para desorientar a todos pelo susto, apenas quando não há noite de luar.

Dizem também que ele perdeu uma perna lutando capoeira. Apesar disso o Saci Pererê pula com grande agilidade numa perna só. Ele é muito irrequieto, não para um instante sequer, fica pulando de um lugar para o outro, aprontando as suas travessuras. Pode aparecer e desaparecer misteriosamente.

Ele se locomove tão rapidamente que acaba se escondendo nos redemoinhos de vento.

Todas as noites de lua cheia, ocorre a sacisada, em que todos os sacis do mundo se encontram para planejarem as travessuras e molecagens que irão aprontar.

O lema de todo saci é a travessura, pois ele é muito brincalhão, diverte-se com os animais e com as pessoas. Por ser muito moleque, acaba causando transtornos a todos a sua volta.

O saci passa todo tempo aprontando nas matas e nas casas: assusta viajantes, esconde objetos domésticos, emite ruídos, amarra as roupas do varal, assusta cavalos e bois no pasto, dá nós nas crinas dos cavalos etc. Apesar das traquinagens, não pratica atitudes com o objetivo de prejudicar alguém ou fazer o mal.

Esse negrinho travesso não consegue ficar quieto, apronta mais e mais artes, mas o saci não é voltado apenas para brincadeiras. Ele é um importante conhecedor das ervas da floresta. Ele controla, guarda os segredos e todos esses conhecimentos. Aqueles que penetram nas florestas em busca destas ervas, devem, de acordo com a lenda, pedir sua autorização. Caso contrário, transformar-se-á em mais uma vítima de suas travessuras.

Alguém perseguido pelo saci, para se livrar de suas molecagens, basta jogar em seu caminho cordas ou barbantes com muitos nós. O saci não resiste, irá parar para desatá-los, e só depois continua a perseguição. Isso dará tempo para que a pessoa fuja.

Mas pode ser capturado, se jogarmos uma peneira ou um rosário bento. Após a captura, deve-se retirar o capuz da criatura para garantir sua obediência e prendê-lo em uma garrafa. Assim terá o direito de fazer um pedido ao Saci, que deverá ser realizado. Mas ele é muito esperto e rouba o gorro de volta, evitando a magia. Cuidado com o saci!

Sem Comentários

Responder

Click to access the login or register cheese