16abr
2016
2

Rota alemã dos Contos de Fadas dos IRMÃOS GRIMM

01-Irmãos Grimm

Era uma vez dois irmãos, Jacob e Wilhelm Grimm, nasceram respectivamente em 1785 e 1786 em Hanau, cidade no centro-oeste da Alemanha.

Os irmãos estudaram Filologia, Literatura, Mitologia, História e Línguas. Eles pesquisaram muito e o resultado de toda essa pesquisa foi uma coletânea de contos que eram transmitidos de geração em geração.

Foi criada uma rota no centro da Alemanha para valorizar a excelente pesquisa dos irmãos Grimm e para que todos pudessem vivenciar o passado. Uma belíssima viagem de sonho e fantasia   entre príncipes, princesas, reis, rainhas, castelos, florestas…onde todos, sem estranhamento,  vivem felizes para sempre.

Para se vivenciar um pouco dessa felicidade, hoje, basta visitar pequenos vilarejos nessa rota alemã turística mais antiga: a Rota dos Contos de Fadas. Esse roteiro percorre mais de 600 quilômetros de estradas que cruzam encantadoras cidades medievais que relatam  a trajetória de dois dos mais famosos autores da Literatura Infantil, Jacob e Wilhelm Grimm. Visitam-se locais como a cidade de nascimento dos irmãos, a casa do século XVI onde viveram alguns anos da infância, a universidade onde estudaram e diversos vilarejos onde as histórias eram contadas a eles.

Todas as cidades envolvidas no roteiro se prepararam para as comemorações  relacionadas aos Grimm em 2013, pelos 150 anos do falecimento de Jacob em setembro de 1863; e pelo bicentenário da publicação do primeiro volume de “Contos Maravilhosos Infantis e Domésticos”, escrito em 1812, com os contos mais populares dos irmãos. Ali  os contos de fadas tornam-se reais, pois suas origens estão em cada esquina dos vilarejos e nos detalhados relatos de lendas contadas pelas regiões da Alemanha.

mapa roteiro contos de fadasA rota pode começar bem próximo a Frankfurt (25km), em HANAU, cidade onde os dois irmãos nasceram e ficaram até os seis e sete anos, respectivamente, com seus pais e três irmãos.

HANAU é declarada ‘Cidade dos Irmãos Grimm’, é uma cidade medieval alemã muito bem conservada, mas guarda  pouco do legado deixado pela família Grimm, pois a casa onde eles viveram foi bombardeada durante a guerra, não restando nada.

A praça central da cidade abriga um monumento nacional dedicado aos Irmãos Grimm, uma estátua de bronze de 1896 erguida na Neustädt Marketplace. Nessa cidade, em maio, ocorre um festival de teatro baseado nos Grimm.

Existe um museu que fica afastado do centro de Hanau, o Museu Philippsruhe Castle, castelo do século XVIII, em estilo barroco. Lá há apenas uma sala dedicada aos irmãos Grimm.

                               02-Hanau

                  02-Hanau -Teatro       02-Hanau-Castelo Museu

A família Grimm mudou-se para STEINEAU AN DER STRABE. Moraram em um sobrado do início do século XVI. No térreo funcionava o escritório onde o pai exercia a função de juiz e na parte superior vivia a família. Hoje é conhecida como a casa dos irmãos Grimm ou o Museu Interativo, chamado Brüder Grimm Haus, com quatorze salas decoradas, dentre elas: uma sala com obras traduzidas em outros idiomas, outra sala apresenta os desenhos de outro irmão, também artista, Ludwig Emil Grimm. São lugares muito especiais para interagir com as tradicionais histórias, tudo para a criançada se divertir e mergulhar nos contos de fadas. Nosso livro, João e Maria em Doce, ficou com o curador do Museu.

Museu Brüder Grimm Haus

Malte Jörg Uffeln, Elisabete Ribeiro, Burkhard Kling e Ana Claudia Puntoni

Além do museu, nessa cidade medieval, existe castelo, teatro de bonecos e  tours guiados pelo Gato de Botas ou pela Senhora Holle, que percorrem toda a cidade, onde os sonhos tornam-se realidade.

                     03-Steinau-Museu-01   03-Steinau-Museu-02

         03-Steinau-Museu-03   03-Steinau-Museu-04

         03-Steinau-Museu-05   03-Steinau-Praça-06

                        03-Steinau-Praça-08    03-Steinau-Praça-07

Quando os irmãos Grimm tinham 10 e 11 anos, respectivamente, o pai morreu e a mãe teve dificuldades para manter a família, por isso eles foram morar em KASSEL com os parentes maternos, que tinham posses e ajudaram muito na formação das crianças.

Kassel é considerada a capital dos contos de fadas. Nessa cidade, eles viveram por mais de três décadas  e produziram a maior parte de suas obras. Em Kassel fica o Museu com a primeira edição de Histórias para Criança e Família, inclusive com anotações no manuscrito. Infelizmente não pudemos apreciar essa raridade, pois o museu estava fechado em pleno domingo. Havia um outro museu mais moderno que estava em construção.

        Kassel

Os irmãos Grimm estudaram na cidade universitária de MARBURG. Foi nesse período que um dos professores incentivou os Grimm a pesquisarem a Literatura Popular e coletarem as histórias que eram contadas de geração em geração. Assim foi feito, diversos vilarejos percorridos para catalogar as principais histórias, aproximadamente duzentas.

A cidade de Marburg respira os contos de fadas, em pontos diferentes da cidade encontram-se muitas esculturas, monumentos, pinturas, tudo para relembrar e comemorar a valiosa obra dos irmãos Grimm.

Marburg abriga uma trilha conhecida, Grimm-Dich-Pfdad. Nessa rota é possível encontrar quinze pontos com obras que fazem referência aos contos de Grimm, como João e Maria, Cinderela, Chapeuzinho Vermelho, Os Sete Cabritinhos, O Rei Sapo…

                       2015_06_01 - Marburg (22)   2015_06_01 - Marburg (26)

                       2015_06_01 - Marburg (40)    2015_06_01 - Marburg (31)

                       2015_06_01 - Marburg (43)    2015_06_01 - Marburg (70)

                             2015_06_01 - Marburg (58)     2015_06_01 - Marburg (56)

                       2015_06_01 - Marburg (74)    2015_06_01 - Marburg (78)

Em diversos vilarejos encantadores, encontram-se histórias diferentes que eram muito contadas na região.

Em ALSFELD, cidade com muitas construções eixamel como o Museu de Costumes de Alsfeld, Museum der Schwalm. Descobrimos como era a cozinha no tempo de Chapeuzinho Vermelho, como eram as suas roupas, de sua mãe e de sua avó.

Outra descoberta, o chapéu determinava a situação da mulher na sociedade, já que todas usavam chapéu. As cores ofereciam informações sobre quem o usava: vermelho era usado pelas meninas; verde, pelas  jovens: roxo era usado pelas  mulheres antes da confirmação do primeiro filho; depois de 50 anos usavam preto e branco; as com idade avançada e viúvas usavam chapéu preto…

                 2015_05_31-3 - Schwalmstadt (6)    2015_05_31-3 - Schwalmstadt (9)

                 2015_05_31-3 - Schwalmstadt (10)    2015_05_31-3 - Schwalmstadt (11)

Chapeuzinho Vermelho - Rota Alemanha - Doces Historias - Elisabete Ribeiro (7)

                2015_05_31-3 - Schwalmstadt (12)  2015_05_31-3 - Schwalmstadt (30)

Em SCHWALMSTADT fica a casa dos anões e de Branca de Neve, com caminhas e mesas pequenas.

Na entrada da cidade, próximo à casa, fica um  jardim com estátuas dos anões e de Branca de Neve. É possível visitar uma mina de cobre, que teria inspirado o conto infantil e um pequeno museu de mineração.

                    Bad Windulgen - Bergfreiheit - Branca de Neve - Doces Historias - Elisabete Ribeiro (4)     Bad Windulgen - Bergfreiheit - Branca de Neve - Doces Historias - Elisabete Ribeiro (5)

Em BERGFREIHEIT fica o Schloss Friedrichstein, castelo barroco em que morava a princesa Margarethe von Waldeck, irmã do fundador de uma vila mineira de cobre. A princesa foi envenenada na região e essa história teria sido a origem do conto infantil de Branca de Neve e os Sete Anões.

                    Bad Windulgen - Bergfreiheit - Branca de Neve - Doces Historias - Elisabete Ribeiro (1)    Bad Windulgen - Bergfreiheit - Branca de Neve - Doces Historias - Elisabete Ribeiro (2)

Em um lugar bem próximo, chamado OBERWESER, havia um recanto muito encantado com inúmeras miniaturas de castelos, igrejas, prefeituras… espalhados em uma área com riachos, jardins, pontinhas… Podem-se observar, de cima, detalhes e mais detalhes  de alguns dos quatro mil castelos que existem em toda a Alemanha.

                   2015_05_30 - Oberweser - Miniaturas dos Castelos e Casa da Branca de Neve (5)   2015_05_30 - Oberweser - Miniaturas dos Castelos e Casa da Branca de Neve (9)

                   2015_05_30 - Oberweser - Miniaturas dos Castelos e Casa da Branca de Neve (11)   2015_05_30 - Oberweser - Miniaturas dos Castelos e Casa da Branca de Neve (12)

                   2015_05_30 - Oberweser - Miniaturas dos Castelos e Casa da Branca de Neve (16)    2015_05_30 - Oberweser - Miniaturas dos Castelos e Casa da Branca de Neve (19)

Em SABABURG, fica um castelo de 1334, que desde o século XIX é conhecido como residência da Bela Adormecida na floresta Reinhardswald.

Pode-se hospedar-se nesse castelo ou deliciar-se com almoços e jantares especiais. Nos finais de semana, no salão principal, que não tem mais o telhado, são encenadas cenas reais, diferentes, para o deleite dos espectadores.

Bela Adormecida em alemão é “Dornröschen” , que significa Rosa de Urze, por isso o castelo é cercado de roseiras e fica no meio de uma maravilhosa floresta com veadinhos, corsas, bisões…

                   2015_05_30 - Sababurg - Castelo da Bela Adormecida (01)   2015_05_30 - Sababurg - Castelo da Bela Adormecida (03)

                         2015_05_30 - Sababurg - Castelo da Bela Adormecida (07)   2015_05_30 - Sababurg - Castelo da Bela Adormecida (21)

             2015_05_30 - Sababurg - Castelo da Bela Adormecida (61)

TRENDELBURG fica a cinco quilômetros de Sababurg. Quando você se aproxima desse vilarejo, avista uma imensa torre com uma longa trança loira com laço cor de rosa, balançando nessa construção do século XIV, onde uma belíssima loira aparece para os tours, quando as crianças gritam: “Rapunzel, Rapunzel, jogue as tranças!”

É simplesmente maravilhoso se hospedar no castelo ao lado da torre, que teria inspirado o clássico dos irmãos Grimm: Rapunzel.

                 2015_05_29 - Trendelburg - Rapunzel (6)

             2015_05_29 - Trendelburg - Rapunzel (87)    2015_05_29 - Trendelburg - Rapunzel (205)

                              2015_05_29 - Trendelburg - Rapunzel (49)   2015_05_29 - Trendelburg - Rapunzel (105)

2015_05_29 - Trendelburg - Rapunzel (151) 2015_05_29 - Trendelburg - Rapunzel (139) 2015_05_29 - Trendelburg - Rapunzel (92)  2015_05_29 - Trendelburg - Rapunzel (162)_1

A rota apresenta inúmeros vilarejos com histórias diferentes que não são muito conhecidas por nós. Visitamos as mais conhecidas e as que fazem parte da coleção Doces Histórias.

Ah! Esqueci-me dos Músicos de Bremen!  Esse conto também foi publicado por nós, mas, como o burro, o cachorro, o gato e o galo, nós também não chegamos a Bremen.

O mais importante nessa cidade é a estátua dos músicos de Bremen, que fica na praça, em frente à Prefeitura.

Essa rota é simplesmente maravilhosa!

Você pode começar pelo vilarejo que quiser, pois todos são simplesmente encantadores.

Trilhar essa rota é entrar na magia dos contos de fadas que encantam a grandes e pequenos, a todos.

   2015_05_29 - Trendelburg - Rapunzel (38a

 2015_05_29 - Trendelburg - Rapunzel (37)

 

 

 

 

 

Comentários (2)

  • Jacinta Castro

    Quais cidades se hospedaram e Qtos dias de rota?

    Responder
    • Bete

      Jacinta, boa noite!
      Obrigada por navegar em nosso blog.
      A Rota Alemã dos Irmãos Grimm é simplesmente surpreendente. Apresenta cinquenta e quatro cidadezinhas encantadoras. Nós, só visitamos aproximadamente quatorze. Elas são bem pequenas, próximas, então, é possível visitar algumas no mesmo dia.
      Iniciamos a rota pelo meio dela, uma vez que estávamos na cidade de Colônia. Selecionamos as cidades relacionadas aos nossos livros, exceto os Músicos de Bremen, pois fica na extremidade oposta a nossa curiosidade, já que Bremen fica próximo a Hamburg(norte) e nós queríamos o sul, pois continuamos percorrendo a Rota Romântica. A vontade era conhecer também as cidades que serviram de inspiração para o cenário do filme Pinóquio (Rothenburg ob der Tauber) e a deslumbrante cidade de Neuschwanstein (Fussen) com o castelo da Cinderela.
      Ficamos três noites em Trendelburg, imperdível, no castelo da Rapunzel. De lá, visitamos algumas cidades próximas. Mais duas noites em Marburg, cidade universitária encantadora e uma noite em Hanau que não aconselho ficar, melhor se hospedar na cidade de Steineau.
      Depois partimos para a Rota Romântica até chegar em Munique.
      Vale a pena conhecer essas cidadezinhas encantadoras. Depois pretendo postar a Rota Romântica, mas ainda não deu tempo.
      Você encontra outros posts se pesquisar pela palavra “alemã” em nosso blog.

      Atenciosamente,
      Elisabete

      Responder

Responder

Click to access the login or register cheese