08ago
2018
0

Descubra as frutas usadas no livro – A Raposa e as Uvas

Atemoia – É a fruta obtida pelo cruzamento de chirimoia com a fruta-pinha. 

Carambola – A caramboleira é uma árvore de pequeno porte. A fruta não deve ser consumida por quem tem problemas renais.

Uva Champagne – É dos Estados Unidos. O nome lembra a bebida, por ter um sabor semelhante, mas não é usada para produção de champanhe. É uma uva bem pequena.

Rambutão, rambutã   É o fruto da rambuteira, árvore de tamanho médio. Ela é abundante na Tailândia. Rambut – palavra malaia que significa cabelo.

Mangostim ou mangostão – Considerada a fruta da rainha, pois A RAINHA Vitória da Inglaterra considerava mangostim a fruta mais saborosa. A árvore pode atingir 30 metros.

Kinkan – São laranjas pequeníssimas com sabor cítrico. A casca é bem doce. Pode-se consumir toda fruta.

Physalis – gênero botânico – Originária da Amazônia e Andes. No norte e nordeste do Brasil é comum nos quintais e é conhecida como camapun, joá-de-capote, saco de bode, mata-fome, bucho-de-rã. A planta pode chegar a dois metros. Usada na preparação de doces, geleias, sorvetes, bombom.

Jambo – Uma fruta rica em minerais como o ferro e o fósforo, em proteínas e vitaminas, de uso medicinal para várias doenças como diabetes e prisão de ventre.

Jatobá – É encontrado na Amazônia, na Mata Atlântica, no Pantanal e no Cerrado com ocorrências do Piauí até o Paraná. A origem de seu nome vem do tupi e quer dizer “árvore com frutos duros”. Fruto do jatobá é quatro vezes mais rico em potássio do que a banana e tem o mesmo teor energético.

Tamarino ou tamarindo – A polpa do tamarino é utilizada na fabricação de refrescos, sorvetes, pastas, doces, licores, além de servir como ingrediente de    temperos para alimentos. Suas sementes também são usadas como estabilizantes de alimentos industrializados e cola de tecidos.

Figo – É o fruto da figueira, originário da região do mediterrâneo. Seu formato é semelhante ao da pera e mede entre 3 e 7 cm. Pode ser encontrado de vários tipos com tamanho, forma e cor diferentes, por exemplo, pretos, roxos, vermelhos, verdes ou amarelos.

Maçã – É o pseudofruto da macieira, árvore da família Rosaceae. É um dos pseudofrutos de árvore mais cultivados.

Amora – É o fruto da amoreira, uma árvore da família das Rosáceas. A amora tem um formato semelhante a um cacho de uva em miniatura e sua cor vermelha, vinho ou roxa é bastante característica. É possível consumir a fruta pura, a sua folha em chás e até a farinha da amora.

Avocado – Fruta bem parecida com o abacate. O avocado é bem menor que o abacate, além de ter a casaca mais grossa e bem mais escura. A fruta menor tem menos calorias que o abacate e chega a ter duas vezes mais potássio que a banana.

Tâmara – Fruta que cresce na tamareira, uma palmeira cultivada há milênios. A origem da tâmara é desconhecida, mas desconfia-se que ela tenha surgido no norte da África ou sudoeste da Ásia. Rica em fibras, vitaminas e sais minerais, o sabor adocicado da tâmara é ideal para substituir o açúcar em receitas, garantindo mais nutrientes ao prato.

Jabuticaba – A jabuticaba ou jaboticaba é o fruto da jabuticabeira ou jaboticabeira, uma árvore frutífera brasileira nativa da Mata Atlântica.

Cereja – É uma fruta pequena, arredondada, de cor vermelha e com polpa macia e suculenta, que tem a sua origem no continente Asiático.

Morango – É uma fruta de sabor ácido e adocicado. É rica em nutrientes e traz uma série de benefícios para seu corpo.

 

Descubra as outras frutas que estão no cenário do livro. Você consegue descrever quais as frutas usadas para fazer a Raposa?

Sem Comentários

Responder